Quando se vive em um país tropical como o Brasil, os ambientes brancos são a estratégia mais comum, entretanto, optar por paredes escuras é uma forma de alcançar elegância inigualável. Separamos algumas dicas para pintar o lar, sem medo, com um pouco de ousadia e personalidade!

Azul escuro

Uma das vantagens do cômodo com tons escuros é a sensação de aconchego que eles trazem. Nesta biblioteca, o azul que cobre as paredes e as estantes é acompanhado por móveis escuros e objetos decorativos mais saturados.

Geometria na parede

Nesta sala de estar o cinza escuro foi usado para criar desenhos na parede. O contraste com o branco deixa a decoração mais interessante e abre espaço para a profusão cromática estampada no sofá.

Contraponto vibrante

Nessa casa surge uma dicotomia entre luz e sombra, saturado e dessaturado. Enquanto um lado da sala tem um rosa vibrante, o outro lado tem o azul-acinzentado, equilíbrando o ambiente e evitando exageros.

Minimalismo

Essa sala de jantar é composta por móveis sofisticados e cheios de linhas precisas. A parede cinza aparece com discrição, adicionando conforto sem roubar a atenção dos itens de decoração.

Textura

O apartamento adota, do piso ao teto, um cinza escuro e esverdeado como pano de fundo. Desta forma, tapetes, papéis de parede e móveis cheios de padrões e cores podem conviver com harmonia.

Fundo escuro para itens claros

O tom azul-esverdeado das paredes, que poderia tornar o ambiente muito escuro, foi eleito para ressaltar os móveis e objetos cuidadosamente escolhidos, todos em nuances claras.

Nuances

O azul cobalto escolhido para esta sala praticamente se dissolve na paleta de cores para os outros itens. Quase como um degradê, azuis e verdes se espalham pelo ambiente em perfeita harmonia. Tudo fica ainda mais agradável graças à grande quantidade de luz natural que entra pela janela.

Criatividade

A sala de jantar lança mão de teto preto, paredes verde musgo e piso geométrico. A profusão de informação visual, que se completa com as prateleiras do espaço, é suavizada pela faixa branca e pelas luminárias japonesas.

Descanso

Como a decoração do quarto deve ser bela e relaxante, é mais comum escolher tons claros para as paredes. Entretanto, cores frias como o azul e o verde têm o poder de acalmar mesmo em nuances bem escuras. Neste ambiente, coberto de verde-musgo, o aconchego é inegável.

Piso

Neste espaço o piso de tábua corrida assume um vibrante azul sem qualquer estranhamento.

Microambiente

Ao pintar uma faixa azul escura na parede deste living, acabou se criando um novo ambiente, que serve como um pequeno home office. A diferença de cor delimita, sem necessidade de divisórias, funções diferentes para cada canto.

Pontos de cor

O preto escolhido para as paredes deixa  os móveis technicolor brilhando. Ao mesmo tempo, ele traz a sensação de conforto para um espaço que poderia ser muito energético.

Boho reloaded

O estilo bohemian chic deste dormitório, muitas vezes associado à profusão de cores e aos tons terrosos, ganha vida nova ao ser confrontado com o cinza quase negro da parede.

Jantar

A parede azul escura desta sala de jantar se torna o background perfeito para o painel de quadros claros na parede. Os móveis acompanham a estratégia: pretos, recebem acessórios luminosos.

Praiano

Casas de praia que apostam no charme rústico da madeira costumam vir acompanhadas pela leveza das paredes brancas, mas nesta sala de estar o azul marinho escolhido remixa sofisticação à despretensão do clima praiano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here