É essencial notar que a fotografia não é um signo acidental. Ou seja, ela não é algo que, por um acaso, significa alguma coisa para alguém. O objeto fotografia, seja o de papel ou o digital, já nasce no intuito de significar seu objeto.

Mas por que pensar nisso agora? Sendo a fotografia um signo criado para significar algo, fica claro que a semiótica é uma ferramenta essencial para quem estuda os aspectos conceituais dessa arte, em vários níveis. O próprio estudo da fotografia já nos dá uma base teórica que podemos chamar tranquilamente de análise semiótica.

Se todo o nosso contato com o mundo se dá por mediação sígnica, e a fotografia é um signo em sua razão de ser, é evidente que a semiótica é um método fundamental para melhor criar, ler e analisar imagens fotográficas.

Assista um de nossos cafés fotográficos, com Júlia Gil, para entender mais sobre o assunto:

É claro que qualquer fotografia sempre vai transmitir uma mensagem a alguém, mas quando você tem exata noção de como representar o que se quer dizer, a chance de que a mensagem chegará ao receptor sem grandes distorções é bem maior.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here