Confira nossa entrevista com a arquiteta Renata Tolentino.

0
278

Graduada em Arquitetura e Urbanismos pela Universidade Paulista desde o ano de 2001 e Pós-Graduada em Bussines para Moda; Técnica em Edificações, com qualificação para decoração de eventos, visual merchandising/vitrinismo, interiores residenciais e comerciais, paisagismo e iluminação.

   

Gostaria que você me falasse um pouco sobre você, sobre como você trabalha, como são os seus projetos.

R.T.: Sou Renata Tolentino, arquiteta e decoradora. Sou apaixonada pelo meu trabalho, pela minha arte de transformar espaços que culminam em transformar olhares e corações.

Você vê uma correlação entre a arte e os seus projetos? Qual a importância da arte nos seus projetos?

R.T.: Com certeza! Penso que ser um artista é expressar ideias e sentimentos através deuma manifestação física que seria a arte, seja ela uma pintura, uma escultura ou mesmo um projeto de decoração.

Como vocês inserem obras de arte no projeto?

R.T.: Através de esculturas, quadros e ou montagens personalizadas por exemplo de pinturas diferenciadas em paredes.

Quais são os critérios de escolha para inserir quadros nos seus projetos? Considerando que o seu cliente não possui um acervo pré-existente.

R.T.: Tudo no meu projeto está conectado, seja através da volumetria, das cores ou mesmo da composição geral do ambiente. Neste sentido, os quadros são escolhidos de forma personalizada em cada detalhe que o compõe e muitas vezes, encomendado com exclusividade para o projeto especifico.

Como você costuma buscar essas obras? Você tem alguém que cuida desta parte?

R.T.: Tenho alguns fornecedores artistas que fazem estes trabalhos específicos e personalizados, sejam quadros ou esculturas.

Quais são as referências que mais influenciam o seu estilo?

R.T.: As tecnologias e ao mesmo tempo o conforto. Sou antenada com a modernidade, porém o clássico atemporal me remete a boas lembranças, a solidez das coisas e a muito aconchego.

Qual foi o projeto que mais te marcou? O mais desafiador.

R.T.: Um projeto para uma instituição de caridade. Um quarto para cinco meninas que eu não as conhecia e eu desejava trazer para elas o desejo de voltarem a sonhar e ao mesmo tempo se sentirem acolhidas neste espaço.

É mais desafiador fazer um de 400m² ou um de 30m²?

R.T.: Adoro desafios! Seja ele do tamanho que for, grande ou pequeno, um projeto é sempre um desafio novo. Conseguir me conectar com a essência de cada cliente para agrada-lo nas minhas criações e escolhas é sempre um grande desafio, porém ao final é uma grande realização.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here