Formas, Cores e Texturas na série de Lucielle Kanzawa

A série explora os aspectos visuais das coisas, formas, cores, texturas em composições que prezam pela abstração do que é fotografado.

0
112
Artista: Lucille Kanzawa

Lucille é formada em tradutora-intérprete pela Unibero em São Paulo, a artista garante que sua formação literária a levou a tentar entender as complexidades do mundo. Com a fotografia aprendeu a educar seu olhar e a procurar poesia nas coisas simples da vida. Já ganhou o “Prêmio Porto Seguro de Fotografia” e o primeiro lugar no “Prêmio Sesc de Fotografia MARC FERREZ” (2005 e 2012). Ela também participou de mais de 30 exposições coletivas e mostras individuais em espaços como Caixa Cultural de São Paulo e Brasília, Pinacoteca e SESC. Sua produção explora os aspectos visuais das coisas, suas formas, cores, texturas em composições que prezam pela abstração do que é fotografado, revelando aspectos subjetivos da imagem, sua história e memória.

 

Em meio à aridez da ilha, as cores quentes do lugar saltam aos olhos criando uma atmosfera alegre bem perto de um inacreditável azul do mar.

 

Olinda é a cidade da religião e do carnaval, do sagrado e do profano. Subindo e descendo as ladeiras da cidade pernambucana, curvo-me às fachadas coloridas dos antigos casarios. Chego cada vez mais perto e com um olhar íntimo, detalhes se revelam. O desgaste das portas de madeira denunciam o tempo passado. E suas cores e fechaduras falam por si.

 

Minha sede de viajar me fez sonhar em navegar por outros mares. Aviões e navios sempre me fascinaram por seu peso e por sua “leveza”, pelo ar e pela água que os sustentam. A bordo de uma catraia, singrei por navios que chegam diariamente ao porto de Santos. De onde vem? O que trazem?                                                                           Fragmentados, esses gigantes mais parecem telas pintadas flutuando na imensidão do mar.

 

San Nicolas, a segunda maior cidade de Aruba, ganhou fama por abrigar bares, festas de rua e Carnaval.                                                                                                          Em meio à aridez da ilha, as cores quentes do lugar saltam aos olhos criando uma atmosfera alegre bem perto de um inacreditável azul do mar.

Para saber mais sobre o trabalho de Lucille, acesse: http://www.photoarts.com.br/

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here